terça-feira, 7 de dezembro de 2010

AS ORELHAS...

Desde que descobriu as suas (e as nossas) com uns 4 meses, há mais ou menos 1 ano atrás, o filhote tem grade fascínio por essas benditas...
Nos primeiros dias da descoberta passava o dia todo segurando suas orelhinhas. Eu nemsei como ele não se cansava de fica com o braço pra cima grudadonas orelhas...
Depois vieram as nossas orelhas... as minhas em especial, são de grande adoração do pequeno! Tanto que se vem pro meu colo a mão instintivamente já gruda na minha orelha.... Só dorme cutucando minhas orelhas... puxa, torce (e como dói), cutuca com a unha e até faz umas feridinhas de vez em qdo...
No inicio eu achava bonitinho e até gostoso ele segurar minhas orelhas...mas agora tá demais... primeiro que as maozinhas delicadas estão cada dia mais fortes e cheias de habilidades, depois que virou um vicio tão grande,mas tão grande que ele não dorme se não tiver uma orelha a seu dispor...
Eu que agradeço todos os dias por não ter tido trabalho em desmamar (já que ele não quis o mamá por livre e espontanea vontade aos 7 meses) me vejo numa luta ferrenha em desorelhar a cria...
Tem dias que digoque vou tirar essa mania dele e que ele não vai pegar na minha orelha e tals... mas é só o negócio ficar feio que eu mesma vou e ofereçoa orelha pra ele dormir ouse acalmar...
Ai Deus! Preciso tantosaber o que fazer pra que meu bebê pare com isso... Tá demais pra mim e pra qq pessoas já que ele não tem feito distinção de orelha... Se a pessoa mais proxima for dotada desse materialcartilaginoso lá está ele com a maozinha...
Acho que vou colocar um sapo perto dele,já que sapos não tem orelhas, né?

Um comentário:

Mariano Messaggi disse...

É incrível o seu relato bem humorado e claro do comportamento do seu filho em relação em relação às orelhas. Minha filha tem exatamentente o mesmo comportamento. Até parece que foi um post meu no blog. Valeu