quarta-feira, 20 de abril de 2011

Rejeitando a mamãe...


E eis que agora o Lucas tem dado de me rejeitar...
Se peço um beijo a ele ganho em troca um não bem longo e firme, ou um empurrão, ou mesmo a indiferença. Se vou colocar a roupa nele ele grita pelo papai, se vou oferecer algo pra ele comer, alguma brincadeira ou qualquer outra coisa, ele simplesmente me ignora!
Estou tão triste! Me sentindo mal por meu filho estar reagindo assim em relação a mim.
Percebo que as atividades do dia a dia tem nos "afastado". Agora que estou trabalhando, o tempo que tenho é quando vou arrumar casa, lavar roupa, fazer janta, cuidar do uniforme do filhote, e todas essas tarefas diárias de toda dona de casa. Não tem sobrado nenhum muito tempo pro filhote. Sei que preciso estar mais com ele, assistir um DVD ao seu lado, brincar, ler uma história, mas manter a casa e roupas limpas, jantar pronto, tudo isso também é uma forma de cuidado, pois se deixo de lado esses afazeres a casa vira um lixo, o filho fica pelado e com fome.
Nos dois ultimos fins de semana ele ficou praticamente o tempo todo com o pai, pois em um em adoeci e no outro fui dar faxina na cozinha (já que estavam aparecendo baratas - sim! - lá em casa). Então mal tive tempo de curtir meu bebê.
Sei que sou mais linha dura que o papai. Eu coloco de castigo quando precisa, não cedo às chantagens emocionais do pequeno, sou eu quem dá remédio, quem tira da brincadeira para tomar banho, quem escova os dentes de verdade (o papai entrega escova pra ele e o deixa brincar) e etc...
Mas tem me incomodado, me deixado triste mesmo essa reação dele.
Ontem, fiquei mais com o Lucas. Fiz o jantar, jantamos todos à mesa e depois quando ele pediu pra ver desenho coloquei um DVD e assistimos juntinhos. Até a hora que ele quis ir dormir e eu eu me deitei com ele. Mas no meio da madrugada quando ele acordou só quis o pai. Por mais que eu tentasse ele queria ficar com o pai e queria desenhar às 2h da manhã! Claro  que não deixei! Por isso ele me bateu! Aí o bicho pegou de madrugada mesmo! Tomei a chupeta dele só devolvi depois do pedido de desculpas, mas foram mais de 10 minutos de choro e cara de desaprovação para mim.
Será que isso vai passar e ele voltará a ser o queridinho da mamãe? Tomara que sim porque quero muito voltar a ouvir "mamãe, tinhamoooo!" expontaneamente...

2 comentários:

Mon Maternité disse...

Janna ... isso é fase! Com certeza vai passar! Sophia, com mais ou menos 1 ano e 10 meses só queria saber da minha mãe! Eu não podia pensar em estar junto que era choro. Quantas vezes eu chegava toda feliz na casa da minha mãe e ela dizia "sai". Quase chorava, mas logo passou. Teve épocas que Sophia não queria saber do papai dela, chegava a afastá-lo com chute, mas passou! É um período muito difícil para nós mães porque temos aquela sensação de que somos quem faz tudo, dá tudo e nossos frutinhos não querem nos abraçar. Não se sinta culpada pela rotina de mãe/dona de casa, fica na paz! Você vai ver, daqui a pouco ele vai ser grude total!!!

Beijos,
Marcella

www.monmaternite.blogspot.com

Mamãe da Elô disse...

Olá Janaína,
É minha primeira visita em seu blog, gostei do seu cantinho.
Em relação a rejeição do Lucas, eu estou passando por algo parecido, minha filha tem 1 ano e 3 meses e é super apegada com a minha mãe e sempre que ela está com a minha mãe ela me rejeita, ela sempre prefere a minha mãe do que eu, eu fico tãooooooooooooo sentida com isso, tão triste, imagino como vc está sentindo.
Eu espero que isso passe logo viu, pois a culpa bate por eu ter voltado a trabalhar qd acabou a licença, e ter a colocado na escolinha, as vezes penso que se largar tudo pra ficar mais tempo com ela isse passe....ainda não sei o que faço.
Bjos