quinta-feira, 14 de abril de 2011

UM POUCO DE MIM (PARTE 02)


Já havia morado em Belo Horizonte no ano de 2003. Morei por 5 meses e voltei para Jequitinnhonha. No fim desse mesmo ano fui em BH fazer uma prova de concurso, mas nem cheguei a fazê-la pois fui assaltada no ponto de ônibus quando ia pra prova. Nessa viagem passei uns 15 dias lá.
Minha irmã já estava morando em BH, na casa da minha. Fazia faculdade de Relações Internacionais. Ela tinha uma namorado há uns 4 anos e descobriu que estava grávida. Como eu estava em BH participei desse momento lindo mas muito difícil.
Voltei para Jequitinhonha onde passei festas de fim de ano e carnaval do ano de 2004. Muitas coisas haviam acontecido. Meu pai também havia se mudado para BH, pois consguira uma ótima oportunidade emprego e havia alugado um apartamento onde morava com minha irmã. Então estávamos eu, minha mãe e meus irmão em Jequitinhonha.
Desde que irmã havia ficado grávida eu sentia muito desejo de estar ao lado dela nesse momento, também não me conformava mais com a vidinha pacata de interior, sem oportunidades, sem lazer, sem pessoas interessantes e desempregada. Então decidi que que iria morar com minha irmã e meu pai! Ele não queria que eu fosse, mas eu estava decidida! Fui embora de carona com um amigo da família e cheguei ao apartamento em que meu pai estava morando num final de domingo!
Meu pai me recebeu. Fiquei muito feliz em ver minha irmã, tão linda com uma barriguinha de 5 meses de gestação! E estava mais feliz ainda de estar ali, na cidade que mudaria meu destino!
Com mais ou menos 1 mês morando em BH consegui meu primeiro emprego com carteira assinada, na primeira entrevista que fiz! Eu trabalhava numa loja de informatica, na recepção. Estava mais feliz ainda! Cheguei a ter um relacionamento relacionamento relâmpago com um colega de trabalho, mas não era o que eu realmente queria, então não durou!
Em um dia frio, nublado, eu estava saindo para trabalhar e me deparei na portaria do prédio com um rapaz alto, magro, com jeito meio largado, que me chamou atenção! E foi só essa vez que eu o vi. E a imagem dele não saia da minha cabeça.
Continuei seguindo minha vida, trabalhando, curtindo a gravidez minha irmã... E em Julho de 2004 chegou o Murilo para alegrar nossos dias e me fez até esquecer o rapaz da portaria por uns tempos, até que...
Um dia meu cunhado chega em casa dizendo que havia conhecido um cara que morava lá no prédio e que ele era o meu "número"! Não aquela conversa muito a sério até meu cunhado fazer a descrição física do rapaz. Era ele! Sim era o homem dos meus pensamentos! E agora eu sabia que ele morava no mesmo prédio que eu  e já sabia o seu nome: Luiz Carlos...
Continua...
Murilo, meu sobrinho lindo... alegria das nossas vidas...

Um comentário:

Fabi Coltri disse...

Aiii, quero maaaiss!!
Adoro essas histórias.

Super beijo.

Ps: Murilo é LINDOOO!!