sábado, 18 de junho de 2011

O TERROR DOS COLEGUINHAS

Essa carinha de anjinho engana!!!

O Lucas é uma criança super sociável, já contei e me orgulhei disso aqui várias vezes. Também já falei que ele às vezes empurra os coleguinhas na escola e que não é lá essa delicadeza toda. Já me preocupei e acreditei fielmente que essa fase havia passado e que tudo estava lindo e maravilhoso no convívio escolar.
Ai, ai! Me enganei! Essa semana, todos os dias, digo todos os dias mesmo, vem na agenda que o Lucas mordeu algum coleguinha. Geralmente esses "ataques" ocorrem um pouco antes do lanche ou do almoço será que é fome?
Brincadeiras a parte, hoje (sexta-feira 17/06) levei uma "bronca" da professora. Ela disse que os pais já estão reclamando e que ontem quando ela foi chamar a atenção do Lucas ele ficou rindo e tals. Daí ela teve que falar mais sério com ele e o deixou na cadeirinha do pensamento por um tempo (1 ou 2 minutinhos), ele se disse arrependido, pediu desculpas pra tia, pro colega e tudo mais. Mas um tempinho depois lá estava o danadinho pronto pra morder outro coleguinha. Foi por pouco! Só não mordeu porque a tia chegou na hora. E pra piorar o pequeno ficou rindo da situação.
Ontem a noite (16/06), quando peguei a agenda dele (é a primeira coisa que faço quando chego em casa), vi o bilhetinho de que ele havia mordido o coleguinha. E lá fui eu pra mais uma conversa com pequeno. Quando comecei a falar com ele, sabe qual foi a reação da cria? Olhou pra mim e disse:
- Ahhh mamãe! Pála com isso!
Falou desse jeito! Com uma carinha de quem estava de saco cheio do assunto, sabe? Eu não sabia se ria ou chorava... Mas engoli e segui firme na conversa. Como sempre falei que não podia morder, que morder era feio e fazia dodói no colega. Que tinha dar abraço, fazer carinho etc. Gastei todo meu latim, mas não briguei!
Mas não sei mais o que fazer! Estou chateada com essa situação. Imagina, daqui a pouco as outras mães vão vir brigar comigo, gente! Mas meu filho é só um bebê, como os filhos delas são! Ele ainda não consegue dinstiguir o certo do errado, ele está aprendendo e eu estou tentando fazer o máximo para que ele entenda essa situação! Até falei com a professora que ela pode ser dura com ele, colocar pra pensar, falar sério etc. Afinal, ela passa mais tempo com ele do que eu. Em casa faço minha parte chamo a atenção quando vejo a agenda, mas não fico falando o tempo todo no assunto, para não enfatizar.
Não quero que meu filho seja rejeito pelos coleguinhas.
Espero que seja mais uma fase e que passe logo!


(Testei a programação de posts com texto anterior e deu certo! Então, a partir de hoje _ que será amanhã _ todos os textos postados no sábado e domingo serão programados, já que euzinha aqui não tenho internet em casa não contem pra ninguém, tá? Espero que gostem, e aceito sugestões)
Hoje 18/06 é meu niver!!! 29 anos!!!

3 comentários:

line. disse...

Êêê Janna!!! Parabéns!!! Mta, mta felicidadeeee!!!!

Quanto ao Lucas, que chato isso né... mas como vc disse, ele não tem culpa, não sabe ainda oq é certo e oq é errado...
Eu andei tendo problemas na creche da manu tb, na época q ela ia, tinha um menininho que mordia todas as crianças, inclusive mordeu 2 vezes a manu, confesso que fiquei mt chateada, principalmente da 2a vez, mas fiquei chateada com a tia q devia estar olhando e n viu o coleguinha indo morde-la e n com a criança ou com a mãe... No final das contas, de tanto os pais irem lá reclamar eles colocaram o menininho numa turminha de bbs um pouco maiores, e ele parou de morder pq as crianças eram um pouco maiores q ele, acho q deve ter ficado com receio d morder os maiores, n sei... Conversa com a tia, e tenta achar uma solução? Qual a escolinha dele?é integral?to querendo mudar a minha d creche, acho mt cara mas precisa ser integral...a da minha fica no cruzeiro...eu moro no octogonal conhece?!

Cida Kuntze disse...

Parabéns Janna pelo seu aniversário!!!
29 aninhos, qeu delícia!!! rsrsrs.

Olha, não é fácil mesmo essa situação. Uma vez fui na casa de uma amiga e o menino dela também deu uma mordida no braço da minha, nós duas estávamos perto, mais isso acontece super rápido. Quase arrancou um pedaço, pois não soltava. Ela conversou com ele e depois disso a minha filha sempre ficava "ligada"...rsrsrs. Quando ele chegava perto com a boquinha aberta ela já corria...rsrsrs. Mas passou, foi uma fase difícil também pra minha amiga, pois vinham as reclamações da escola, mas um dia passou...rsrsrs.
O negócio é ir sempre comversando e dizer o quanto dói na outra criança isso. Mas não desanima, vão corrigindo que uma hora ele para. Pelo menos é o que se espera né? rsrsrs.

Beijos.

Chama a mamãe disse...

Parabéns Janna!!!!!!!!! Deus abençoe mto sua vida.
Quanto ao Lucas, tenha paciência e seja firme com ele, como vc esta agindo, essa fase vai passar.
Bjosssssss